Arquivo por categoria: Universo curioso

Universo Curioso (Parte 13)

Universo Curioso (Parte 12)

Crédito: NASA/SOHO

Foto tirada pela sonda espacial SOHO, que foi construída num esforço conjunto entre a agência espacial europeia (ESA) e a NASA. É um observatório que estuda o Sol desde o núcleo, passando pela superfície – coroa solar –, onde ocorrem enormes erupções de matéria – massas coronais – para o espaço, até o vento solar, que provoca, em nossa atmosfera, as belíssimas auroras boreal e austral.  

Crédito: Andre Kuipers/NASA/ESA

A foto feita em 10/03/2012, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), mostra uma aurora austral sobre o mar, entre a Austrália e a Antártica. 

Para saber mais: Clique Aqui.

Universo Curioso (Parte 11)

Evolução da Lua – NASA

Neste vídeo, a Nasa explica porque a Lua nem sempre foi como é agora. A teoria mais provável é que, enquanto a Terra ainda era uma bola de magma incandescente – há aproximadamente 4,5 bilhões de anos -, uma colisão com um objeto do tamanho de Marte expulsou parte deste magma. Esta massa quente não possuía velocidade suficiente para fugir do campo gravitacional da Terra, por isso ficou presa em órbita.  Imersa no espaço, numa temperatura inferior a -250oC, sua superfície foi resfriada, solidificada, formando a crosta lunar. Então, entre 4,5 e 4,3 bilhões de anos atrás, um objeto gigante bateu perto do Pólo Sul da Lua, formando o Aitken Basin, uma das duas maiores bacias de impacto comprovadas no sistema solar. O evento marcou o início das colisões que causaram grandes mudanças na superfície do nosso satélite.  Ironicamente, a Lua hoje pode parecer um mundo tranquilo e imutável, no entanto, sua aparência foi forjada durante bilhões de anos de atividade violenta. 

Para saber mais Clique aqui.


Universo Curioso (Parte 10)

Magnetares – Os ímãs mais poderosos do universo
Apesar da incerteza quanto a sua origem, suspeita-se que estes corpos celestes surgem após a explosão de estrelas gigantes de vida curta. O certo é que seu campo magnético é 10 bilhões de vezes mais intenso que o mais forte dos ímãs que o ser humano é capaz de criar. Isto significa que, se um Magnetar estivesse a uma distância da Terra equivalente à metade da distância da Lua, seu campo magnético apagaria todos os dados de nossos cartões de crédito ou… Mais aterrorizante… Caso estivesse a 100km de nós, arrancaria o ferro de nossos corpos através dos poros.  

Para conhecer mais: clique aqui.

Universo Curioso (Parte 9)

Para conhecer mais: clique aqui.
Página 1 de 3123