Arquivo por categoria: Sem categoria

Textos para o ENEM – Parte 10

Observe a imagem e leia o texto atentamente, depois guarde-os para futuras consultas.

Um imã de barra e várias bússolas ao redor indicando a orientação do campo magnético.

Vale lembrar que:

1. A bússola aponta para o norte GEOGRÁFICO, que é o sul MAGNÉTICO.

2. Na parte externa do imã, as linhas de campo magnético saem do norte MAGNÉTICO (parte vermelha) e chegam no sul MAGNÉTICO (parte prateada).

3. As linhas de campo magnético, que atravessam o interior do imã, SEMPRE são fechadas, ao contrário das linhas de campo elétrico que SEMPRE são abertas.

Prof. Neto e Prof. Allan

Lista de Exercícios – Refração Parte 1 – 2013

Lista de Exercícios é uma seqüência de questões de Física – tranquilas, meio tensas e até  super mega power difíceis – que complementam os cursos presenciais da ESPECÍFICA DE FÍSICA.

Lista de Exercícios – Refração Parte 1  – Básico: Pegue aqui.

Lista de Exercícios – Refração Parte 1 - Avançado: Pegue aqui.

Textos para o ENEM – Parte 9

Em algumas regiões da Terra é possível atingir elevadas temperaturas em profundidades relativamente rasas – algo em torno de 500 metros em relação à superfície. A energia térmica abundante nestes locais é transportada até usinas, onde é convertida em energia elétrica.
A idéia é simples:
Através de uma tubulação, feita de material bom condutor de calor, água é injetada em um poço. Ao longo do circuito hidráulico, o líquido, aquecido pelo calor liberado pela mãe Terra, é vaporizado e atinge temperatura de 200°C, em média. O vapor d’água quente e em alta pressão (abarrotado de energia térmica e energia de pressão) retorna à superfície e, através de uma tubulação apropriada, expande rapidamente e realiza trabalho – transferência de energia mecânica – sobre as pás de uma turbina que está conectada a um gerador que converte parte da energia cinética das pás em energia elétrica.
Infelizmente, a tecnologia para aproveitar a energia GEOTÉRMICA ainda necessita de maior desenvolvimento, pois o processo é caro e de baixa eficiência.
Segue a sequência fisiquesca…é linda:
1. Por condução e radiação a água é aquecida e vaporizada;
2. Por convecção o vapor transporta energia até às pás da turbina;
3. Termodinâmica na veia – o vapor expande e realiza trabalho sobre as pás;
4. Eletromagnetismo na veia – as leis de Faraday-Lenz explicam a conversão de energia cinética em elétrica.
Prof. Gabriel Neiva e Prof. Neto

Textos para o ENEM – Parte 8


Aplicação bem legal das garrafas de refrigerante aliadas à flutuabilidade do princípio de Arquimedes.
Flutuabilidade, segundo princípio de Arquimedes: ” A fração do corpo imersa será a razão entre a densidade do corpo e a densidade do fluido no qual o corpo está imerso”.
Para se ter uma ideia do que isso significa, vamos pensar simples: construção de uma jangada de madeira leve e compará-la com uma de garrafas de refri.
A densidade da água, que é o fluido, vale 1g/ml, enquanto a densidade da madeira leve vale 0,4g/ml. Portanto, a fração da jangada de madeira que está imersa em água é de 0,4/1 = 0,4 ou 40% (a fração que flutua fora d’água é 60%).
Aplicando o mesmo raciocínio à garrafa de refri, como sua densidade vale 0,04g/ml, então a fração da jangada é de 0,04/1 = 0,04 ou 4% (a fração que flutua fora d’agua é de 96%).
Conclusão: Intuitivamente, já era possível perceber e a Física confirma que a proposta ecologicamente correta é tão eficiente que, se fosse construída uma jangada com madeira leve e outra com garrafas, a de garrafas flutuaria mais facilmente.
Como nem tudo são flores, fica a pergunta: no que diz respeito à construção de uma canoa com garrafas de refri, assim como na imagem, haveria algum ponto negativo?
Prof.s Neto e Allan

Textos para o ENEM – Parte 7

Sabe aquela ladeira que você morre de medo de descer de bicicleta? Pois é, sua inclinação máxima é muito, muito menor do que imagina. x 10 = 73500 W, Transfomando W para Hp para ficar mais fácil visualizar: P > 73500 /740 P > 99 Hp ComoInclinações em relação à horizontal superiores a 5° excepcionalmente são encontradas em rodovias. O limite teórico para a inclinação da rampa que um automóvel com tração em duas rodas pode subir é menor de 30° com pista seca e abaixo de 20° com pista molhada (menor atrito). Além das forças de resistência exercidas pelo ar e pelos atritos no veículo, a componente do peso do veículo paralela à pista (o famoso Px = mgsenθ, lembra dele?) opõe-se ao seu movimento. Portanto, a potência desenvolvida pelo motor (P) nas rodas de tração deve ser superior a:

P > mgsenθ v

m = massa do carro

g = gravidade

θ = inclinação da pista

v = velocidade do corpo

Para um carro (M = 1500 kg) deslocando-se com velocidade constante de 72 km/h (20 m/s) por um aclive com inclinação de 30°, resulta que a potência desenvolvida pelo motor é tal que

P >1500 x 9,8 x sen 30°  

um carro popular possui uma potencia entre 50 e 75 Hp ele não consegue subir essa rampa com 20 m/s. A rua mais inclinada do mundo está em Baldwin Street, localizada num tranqüilo subúrbio da cidade de Dunedin, na Nova Zelandia. O trecho com maior inclinação corresponde a uma rampa inclinada com um ângulo de 19 graus.

Ps: Imagina descer isso com um carrinho de carrinho de rolimã.

 

Texto: Prof. Neto e Prof. Allan Borçari

Página 4 de 13« Primeira...23456...10...Última »